sábado, 31 de janeiro de 2009

Esse cachorro merece um Oscar!

Em Junho de 2007 aqui no blog:

“Terminei ontem de ler o tão aclamado "Marley e eu", de John Grogan. Simplesmente lindo, engraçado e emocionante. Confesso que nos últimos cinco capítulos eu me debulhei em lágrimas, no último então, uma cachoeira tomou conta dos meus olhos, tanto é que acordei com eles inchados.”

Em Janeiro de 2009

Passados quase dois anos, a história ganhou as telonas do cinema. E eu, óbvio, tive que assistir e dar o meu pitaco. Sem dúvidas, “Marley e eu” está entre as adaptações mais bem sucedidas do cinema, em minha opinião.

Foram cerca de duas horas entre risadas e lágrimas. Até para aquele que nunca teve cachorro na vida conseguiu se emocionar com as travessuras e a lealdade que aquele “cachorro de liquidação” despertou naquela nova família.

Os cenários foram fieis às páginas do livro, porém, assim como toda historia adaptada, alguns detalhes passaram despercebidos, mas que ao fim, não interferiram na historia de Marley, John, Jenny e as crianças.

Se houvesse alguma categoria no Oscar que premiasse animais, com certeza o Labrador que trouxe Marley às telonas, seria forte concorrente!

2 comentários:

Lucas Peths disse...

Eu nunca tive um cachorro, e foi exatamente isso que aconteceu comigo. Fiquei bem emocionado com aquele labrador! Quero ler o livro, para ver se a intensidade é maior. O filme está de parabéns! =D

;*

c@duUu disse...

Éee, e eu sempre atrasadooo..

U jeitoo é ver u filmeee
As veis eu leioo tb..

Mas deu pra chorar mesmo ?!

;-)