quinta-feira, 20 de novembro de 2008

É Mara!

Eu já fui feliz em um domingo. Especificamente em um domingo depois do Fantástico. Existe coisa mais desmotivante que o “boa noite” de Gloria Maria e Pedro Bial? E atualmente, da Patrícia Poeta e do Zeca Camargo? Não, não tem. É aquela sensação de que não tem jeito! O domingo acabou e amanhã será segunda-feira, o dia de começar tudo – de novo.
Mas então, num passado muito distante eu fui feliz nas noites de domingo, quando entrava em cena Caco Antibes, Magda, Vavá, Cassandra, Ribamar e Edileuza. Para quem ainda não pescou, era o extinto “Sai de Baixo”, da Rede Globo.
Eu era criança, tinha lá os meus nove anos de idade e já adorava o programa. Acho que, dos programas da Globo, foi o besteirol mais bem bolado que já fizeram, ou seja, era gravado diretamente de um teatro, onde os atores erravam e interagiam com a platéia. Desculpe o lugar comum, mas era um espetáculo. Ficou no ar por seis anos. A partir daí, nada mais me animava em uma noite de domingo.

Recentemente, me vi feliz novamente, porém nas noites de terça-feira. Em um especial de fim de ano, a Globo produziu o “Toma lá da cá”, que era bastante semelhante, não só pelos atores, mas pelo formato em si. Torci para que aquilo vingasse, e vingou. Há dois anos me divirto com aquela turma que já caiu nas graças do povo, ou vai dizer que você nunca disse um “daí”, “lá em Pato Branco”, “prefiro não comentar”, “olho junto” ou simplesmente, “é mara”?

“É mara”, no entanto, é a temática do post. Quero parabenizar a construção do personagem, já onipresente na trama desde a temporada passada, feita pelo ator Ítalo Rossi. Pegando carona no bordão, ele é maraaaa!

Incrível como que e conseguiu se tornar, na minha opinião, o personagem mais engraçado do programa, deixando em segundo lugar a Bozena, interpretada por Alessandra Maestrini
.

Porém, quero ressaltar o episódio de terça-feira (18), “A Ilha do Dr. Ladir”, fazendo alusão ao clássico “A ilha do Dr. Moreau”, foi o melhor dessa temporada, que levou, mais uma vez ao ar, o trio gargalhada do “Sai de Baixo”: Magda, Caco e Cassandra. Alias, Rita, Mario Jorge e Zani Sarakutian, interpretada por quem? Aracy Balabanian.
Curiosidade que no momento do encontro tocou a musica tema do “Sai de Baixo”.
Além de Mario Jorge comentar que a conhecia de algum lugar, especificamente do Largo do Arouche.
Seu Ladir, mais uma vez, soltou a franga em um diálogo entre ele e Dona Alvara, que foi mais ou menos assim:
Seu Ladir: “Preciso de um homem para chamar de meu”
Dona Alvara: “Desde que esse homem seja eu, Ladir”

Enfim, se eu ficar aqui vou contar o episódio todo. E quem não viu, perdeu!

3 comentários:

Thalita Oliveira disse...

Meninaa,eu juro que na semana passada eu tive uma vontade louca de escrever sobre o "toma lá da cá",mas não o fiz por falta de tempo.Esse programa é mara!
E eu quase chorei ao ler o final do seu post,pq eu não vi esse episódio...
É,perdi! ;/

;***

C@duUu disse...

Saudades do "Sai de Baixoo"...
Toma lá da cáa é MARA mesmoo
Uhull

;-)

Lucas Peths disse...

Nossa, eu vi esse episódio! Foi muito bom, HUOEAHOESAE... Ri muito quando o Mário Jorge falou da Cassandra, aheheaaesuoheshesa...

Geralmente eu não gosto muito desses programas de comédia que passam por aí, mas Sai de Baixo e Toma Lá da Cá são supremos! Aluguei o DVD do Sai de Baixo, uma vez... ;D


Beijo, Bárbara!